No ciclo dos dias, em busca da interioridade da vida, este mundo dos laços e abraço emerge de um imaginário sensorial, onde o amor e a atração dão um real sentido à vida.

Todos os habitantes deste mundo, cultivam as paixões da alma, entregam-se às fantasias e têm grande tendência para se juntarem em pares e se ligarem por ímanes, molas, colchetes, velcro, fitas, laços e mãos.

Neste mundo todos partilham o fascínio de usar laços; e os laços são tão fortes que os abraços são muito frequentes.

Há um intenso aroma a alfazema nesta atmosfera. Há alegria, muita luz e uma procura constante de harmonia.

As festas não acontecem todos os dias. E, cada vez que acontecem, fazem-nos reviver um momento perdido e reavivar laços em ritos de renovação.

Cada uma destas peças pode assinalar uma festa. Contar a história de um encontro. Selar um laço. Comemorar alguma coisa ou um momento especial…pode tornar-se a senha de entrada neste mundo vivo, de cor, de afectos, feliz.

Um mundo, afinal, de verdade?

Um mundo que, de verdade, dá brilho ao tempo e o torna real.

Get Adobe Flash player